Fundamental I

about us page title image

0029Realizamos no Ensino Fundamental I uma série de atividades, a fim de proporcionar o amplo desenvolvimento dos alunos, explorando a criatividade, a curiosidade e instigando o aprendizado. Nessa etapa o objetivo maior é a formação básica da criança: inserindo-a no caminho do conhecimento, estimulando-a a raciocinar, a desenvolver a autonomia, a tomar atitudes de solidariedade e respeito ao próximo, tornando-a capaz de fazer a diferença no mundo. O Ensino Fundamental I tem por objetivo a formação básica do cidadão, mediante:


- O desenvolvimento da capacidade de aprender, por meio da leitura, da escrita e do cálculo;


- A compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;


- O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;


- O fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social;


- O desenvolvimento de valores humanos e cristãos.




PRIMEIRA ANO


No 1ª ano do ensino fundamental, devido a idade das crianças, procura-se fazer um trabalho diferenciado. A proposta pedagógica é estabelecida segundo os seguintes eixos: Identidade e Autonomia; Linguagem Oral e Escrita; Matemática; Natureza e Sociedade; Movimento; Artes Visuais e Música. Tais eixos são explorados em atividades individuais e coletivas, estruturadas pelo professor regente, sob uma concepção que envolve o cuidar e o educar por meio de um processo lúdico e significativo. Além desses eixos, realiza-se também um trabalho com Ensino Religioso, concebido como uma área de conhecimento. A alfabetização é entendida como um processo de aquisição da língua escrita, o que envolve o letramento e prevê um trabalho simultâneo aos eixos citados anteriormente.


O atendimento aos alunos da 1ª série volta-se para as necessidades e interesses da criança, ao mesmo tempo em que respeita e amplia os elementos mediadores de sua cultura. A partir desses elementos, pela ampliação do repertório vivencial da criança, ela deverá redimensionar o seu universo de significados e conhecimentos, impulsionando-os a níveis cada vez mais elevados de conhecimentos, capacidades, competências e habilidades humanas.


As estratégias de avaliação são organizadas a partir de observações diárias, acompanhamentos e registros de etapas alcançadas nos cuidados e na educação das crianças, ocorrendo de forma sistemática e contínua, ao longo de todo o processo de aprendizagem, sendo as situações de avaliação contextualizadas para que se possa observar a evolução da criança.


O registro dessas avaliações é feito periodicamente no caderno intitulado “Registros de Observações”, utilizado pelos professores, sendo os resultados desse processo repassados aos pais por meio de relatórios de Avaliações trimestrais. Estes apresentam uma síntese do desenvolvimento da criança nas áreas cognitiva, psicomotora e socioafetiva, não tendo o caráter de classificação, seleção ou retenção na série.



SEGUNDA AO QUINTO ANO


As áreas de conhecimento trabalhadas no Ensino Fundamental (2º ao 5º ano) são: Língua Portuguesa; Matemática; Ciências; Geografia e História. As áreas trabalhadas pelos professores com formação específica são: Língua Estrangeira Moderna; Educação Religiosa; Educação Física e Educação Artística.


A avaliação, em todas as áreas de conhecimento, tem como objetivo a verificação das aprendizagens consolidadas pelo aluno (desenvolvimento real), contribuindo para a retroalimentação do processo pedagógico. Esta se dá por meio da avaliação processual e da avaliação formal, sendo os resultados expressos em notas. A avaliação formal caracteriza-se em uma prova, por área de conhecimento, contextualizada ou tematizada.


A avaliação processual prevê a utilização de diversos instrumentos, sendo as datas e valores destes estipulados pelo professor, em parceria com a coordenação. Na avaliação processual, um mesmo instrumento pode ser utilizado na verificação de uma ou mais áreas de conhecimento, promovendo a integração destas durante a avaliação também.



ALGUMAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS: