110 anos de história: As caixas do tempo

about us page title image
  • 110 anos de história: As caixas do tempo

    110 anos de história: As caixas do tempo

    As caixas do tempo foram guardadas por 10 anos na biblioteca do Colégio

     

    A maioria de nós, em algum momento, já pensou no que faria se pudesse voltar ao passado. Comprar muitas ações da Apple antes de o Steve Jobs inventar o iPod, reencontrar aquela pessoa que hoje faz muita falta, ou simplesmente reviver um evento histórico que marcou o mundo.

     

    O momento foi recheado de muita nostalgia e emoção

     

    Alunos do Ensino Médio, pais e professores do Colégio Santo Antônio tiveram a experiência de viajar 10 anos no passado na noite de quinta-feira, 5 de setembro, ao abrir as “caixas do tempo” guardadas há 10 anos. As caixas estavam recheadas de cadernos, cartas, desenhos, fotografias e registros dos alunos convidados, que na época estudavam no Coleginho.

     

    “É uma sensação incrível de poder abrir o meu caderno de 2009 e relembrar tanta coisa, pois os melhores anos da minha infância eu passei no Coleginho, aprendi coisas que até hoje tenho comigo”, conta Mariana, hoje estudante da 3ª Série do Ensino Médio.

     

    Ao som da música Yesterday, tocada por estudantes de violino do Colégio Santo Antônio, as caixas começaram a ser abertas. O resultado foi uma explosão de lembranças e memórias das quais muitos já haviam perdido.

     

    A emoção tomou conta do auditório Frei Hilário

     

    “Foi muito gratificante estar aqui hoje. É como se estivesse voltando 10 anos atrás”, descreve Lourdinha, coordenadora do Coleginho.

     

    A ideia das caixas do tempo foi das coordenadoras e professoras do Coleginho, em 2009, ano em que o CSA completava 100 anos. Elas quiseram guardar lembranças para os alunos recordarem quando estivessem para concluir o Ensino Médio.

     

    Flagra de uma viagem ao passado

     

    “Em 2009, em uma reunião com as professoras percebemos que existiam momentos que precisávamos guardar, então, propusemos de fazer as nossas próprias caixas do tempo. Falamos com a direção, que topou, assim como as professoras e as crianças que aceitaram”, releva, emocionada, Gracinha, coordenadora do Coleginho.

     

    As caixas transbordavam de boas lembranças

     

    E foi assim, sem precisar contar com uma Delorean movida a plutônio, que uma incrível e emocionante viagem ao passado aconteceu no Colégio Santo Antônio.

     

    “Hoje foi emocionante. O coração bateu mais forte a cada fala, a cada música, a cada encontro e a cada abraço! Em seguida vieram as risadas dos ex-alunos ao olhar a escrita errada, os desenhos desengonçados…” Cristiane Noronha, professora do Coleginho.

     

    Agora nos vemos no futuro!

     

     

    Leave a comment

    Required fields are marked *