Adão e Eva existiram?

about us page title image
  • Adão e Eva existiram?

    Adão e Eva existiram?

     Adão e Eva existiram?

     

    Caim casou com quem?

     

    Como colocaram os animais na arca?

     

    Fac-símile do papiro de Bermot do evangelho de Lucas

    Fac-símile do papiro de Bermot do evangelho de Lucas

    Você já deve ter se perguntado sobre essas questões e deve ter muitas outras. Nas conversas do dia-a-dia nos deparamos com esses questionamentos e nem sempre sabemos qual é a resposta. A bíblia, devido a sua importância, sempre suscita interesse.

     

    Setembro é o mês da bíblia, por isso, preparamos algumas dicas de leitura para conhecer pouco mais sobre ela. Além de ser um livro (para não falar em uma biblioteca) fundamental para o Cristianismo, a bíblia é o livro mais editado em todo mundo, orienta, por meio de seus textos, a vida de muita gente e possui uma grande importância.

     

    Primeiramente é preciso lembrar que a bíblia não foi escrita pela mesma pessoa e nem na mesma época. Ela foi redigida por muitas pessoas e, consequentemente, por tradições diferentes (tradição eloísta, javista, deuteronomista, sacerdotal, sapiencial) e em diversos gêneros literários durante vários séculos. Por isso, são necessários alguns cuidados na hora da leitura ou do estudo da bíblia.

     

    A primeira atitude a ser tomada é identificar o tipo de leitura que se quer fazer da bíblia. Existem vários tipos de leitura e, por isso, maneiras e métodos diferentes de ler. Se você utilizar a bíblia para um momento de meditação ou para rezar você vai levar em conta alguns fatores que não são considerados, por exemplo, numa analise filológica ou narrativa. Outro fator a ser levando em consideração é o tipo de bíblia a ser utilizado. Existem bíblias para estudo (geralmente possuem notas exegéticas e etimológicas) bíblias para meditação, traduções instrumentais, traduções na linguagem moderna, bíblias para catequese, traduções litúrgicas. Apesar dos textos serem os mesmos, a linguagem é adaptada ao tipo de leitor.

     

    Outro fator importante a ser levado em consideração é a identificação do gênero literário em que o texto está escrito. Quando lemos um jornal, sabemos diferenciar uma notícia de uma crônica, uma charge de uma poesia, um indicador econômico do horóscopo. Apesar de estarem no mesmo jornal, cada texto é lido a partir das categorias que ele pressupõe. O mesmo acontece com o texto bíblico. São encontrados textos sapiências, narrativas de instituição, textos jurídicos, poesias, textos proféticos, cartas, genealogias que precisam ser lidos no seu contexto para, realmente, serem entendidos. Por isso, a necessidade de identificar o gênero em que o texto está escrito. Vejas algumas figuras de pensamento (ou retórica), de sintaxe e de estilo presentes nos textos bíblicos:

     

    Figuras de pensamento ou de retórica: prolepse, antítese, macarismo, lamentação, antropomorfismo, antropopatismo, proposopeia, gradação, eufemismo, merismo hipérbole, inclusão, ironia, oximoro, paralelismo, quiasmo.

     

    Figuras de construção ou de sintaxe: aliteração, acróstico, anacoluto, elipse, epíteto, hipérbato, pleonasmo, assíndero, polissíndeto, poliptoto, anáfora.

     

    Figuras de palavras ou estilo: comparação, metáfora, antonomásia, metanímia.

    Leave a comment

    Required fields are marked *