Alunos do CSA são premiados com viagem à sede da ONU, nos EUA

about us page title image
  • Alunos do CSA são premiados com viagem à sede da ONU, nos EUA

    Alunos do CSA são premiados com viagem à sede da ONU, nos EUA

    A conquista é da equipe vencedora do Tribunal Estudantil Internacional, projeto que recebeu alunos de vários colégios de Belo Horizonte

     

    Alunos do Colégio Santo Antônio conquistam o primeiro e o segundo lugar do Tribunal Internacional Estudantil, o TRI-e.  O projeto é uma iniciativa da Escola Superior Dom Helder Câmara e consiste em uma simulação jurídica inspirada no Tribunal Internacional de Justiça, trazendo temas atuais e relevantes no âmbito internacional.

     

    Crédito: Patrícia Azevedo/Dom Total

    Equipe Campeã em momento de debate. Crédito: Patrícia Azevedo/Dom Total

    O TRI-e teve início em junho e foi composto por sete etapas. Alunos de todas as escolas tradicionais de Belo Horizonte participaram, sendo as duas equipes finalistas compostas por alunos do CSA e da Escola Superior Dom Helder. O resultado foi conhecido no sábado, dia 29, em Sessão Plenária presidida por um desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região.

     

    Os vencedores foram premiados com uma viagem para visitar a Sede da ONU, em Nova Iorque, no primeiro semestre de 2017. A equipe que ficou em segundo lugar visitará o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional, em Brasília.

     

    Equipe vice-campeã. Crédito: Patrícia Azevedo/Dom Total

    Equipe vice-campeã. Crédito: Patrícia Azevedo/Dom Total

     

    O Tribunal Internacional Estudantil – TER-e

     

    O Tribunal Internacional Estudantil, TRI-e, é um projeto de simulação jurídica, inspirado no Tribunal Internacional de Justiça. Tem como Patrono o Ministro Antônio Augusto Cançado Trindade e é coordenado por alunos e professores da Escola Superior Dom Helder Câmara. O TRI-e é ocasião oportuna para que os estudantes, mediante pesquisa qualificada, defendam os interesses de suas representações, deparando-se com questões pertinentes à diplomacia e às relações internacionais entre Estados soberanos, de uma forma diferente e inovadora.

     

    O tema abordado nesta edição do evento foi a Revisão da Carta e a Reforma do Conselho de Segurança da ONU para que ocorra a admissão e o aumento do número de Estados membros com direito a voto e veto como representantes de todos os continentes. Isso é necessário tendo em vista o princípio da igualdade jurídica e da soberania dos Estados, assentada na descentralização do poder e na inexistência de hierarquia no seio da Comunidade Internacional devido à horizontalidade, à cooperação e à interdependência das relações internacionais.  FONTE: site Dom Helder Câmara

    Comments (3)

      • Wanda
      • 2 de novembro de 2016 at 12:48

      Parabéns, Moçada! Que orgulho.

      Reply
      • Adriana
      • 4 de novembro de 2016 at 16:13

      Parabéns as duas equipes do CSA.

      Reply

    Leave a comment

    Required fields are marked *