Projeto Eco Brechó

about us page title image
  • Projeto Eco Brechó

    Projeto Eco Brechó

    Tendo em vista as demandas atuais no que diz respeito ao manejo sustentável dos recursos naturais e, sobretudo, os recursos hídricos, o Colégio Santo Antônio promove um brechó colaborativo a fim de criar hábitos sustentáveis e trabalhar habilidades socioemocionais e habilidades cognitivas.

     

    O objetivo do projeto é promover ações sustentáveis que visam prolongar a vida útil dos bens de consumo a fim de diminuir a utilização dos recursos hídricos na indústria.

     

    IMG_5612Isto porque, segundo dados da ONU, apenas 2,5% d’água disponível no mundo é própria para consumo humano. Destes 70% se encontram em geleiras, 29,7% estão nos lençóis freáticos e galerias e 0,3% nos rios e lagos. Cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo dependem do consumo da água extraída de bacias subterrâneas que incluem 273 aquíferos fronteiriços sem quaisquer programa de manejo cooperativo. A Europa, por exemplo, aumentará em 50% o seu consumo de água até 2025. Sendo que, 60% das cidades europeias utilizam recursos hídricos subterrâneos em uma velocidade muito maior do que a água pode ser reposta. Atualmente, a ONU estima que 2 milhões de pessoas no mundo vivem em absoluta escassez de água.

     

    A água e a indústria

     

    A indústria demanda o uso dos recursos hídricos através da geração de energia e também na produção dos bens de consumo. Neste sentido, quanto mais consumimos produtos, mais água consumimos indiretamente. Portanto, quanto menor for a vida útil dos produtos, maior será a demanda por recursos hídricos na indústria brasileira.

     

    Segundo a ‘Water Footprint’, a pegada hídrica de um produto é o volume de água utilizado para produzi-lo, medida ao longo de toda cadeia produtiva. O gráfico abaixo mostra o consumo de água para produção de alguns itens industriais e não industriais.

     

    999-99

     

    Tendo em vista que estes números tendem a crescer é imperativo desenvolver formas sustentáveis de consumir os recursos naturais do planeta. Então, surge a proposta da realização de um Eco Brechó, no qual, produtos que não atendem mais as necessidades estéticas ou utilitárias de um usuário, podem perfeitamente atender as demandas de outros usuários.

     

    Para realizar as trocas entre os usuários, foi criada uma moeda social (chamada de hidrograna). Assim, cada item será valorizado e o seu vendedor será indenizado em moeda social a fim de ter crédito para adquirir outros produtos em nosso Brechó.IMG_5615

     

    A moeda social existe no Brasil desde 1998 e o pioneiro nesta iniciativa foi o Banco Palmas primeiro banco comunitário do Brasil, cujo objetivo era auxiliar o bairro Palmeira na periferia de Fortaleza. A iniciativa inspirou a criação de outras 50 moedas sociais no país, que visam à formação de uma economia solidária na qual o capital não fique concentrado nas mãos de algumas pessoas.

     

    IMG_5620Os alunos criaram a moeda social, chamada de hidrograna, divulgarão o bazar no colégio, criarão uma tabela de valores como referência para as trocas, efetuarão as trocas dos bens de consumo pela moeda, organizarão o Brechó e por fim medirão os resultados a fim de quantificarmos o volume de água que deixou de ser consumido com a aquisição de novos produtos.

     

    Ao final do projeto os alunos calcularão o quanto conseguimos reduzir a nossa pega hídrica através do Brechó. Tais dados serão divulgados após a finalização do Brechó.

    Leave a comment

    Required fields are marked *